Categoria: Saude

Supositório de maconha é usado no combate à cólica menstrual

Supositório de maconha é usado no combate à cólica menstrual

A cólica menstrual é um problema que assola muitas mulheres, alguns remédios podem ajudar, mas dificilmente acabam com as dores totalmente.

A cannabis pode ser a solução. É o que prometem os supositórios vaginais da marca Foria Relief.

Leia também: Atroveran Anvisa

THC e CBD relaxam a musculatura da região pélvica e aliviam a dor
Segundo os pesquisadores, o THC e o CBD presentes na fórmula relaxam a musculatura da região pélvica, que tem o maior número de receptores canabinoides, depois do cérebro, e aliviam a dor. “A Cannabis tem uma longa história cultural de uso como um auxiliar natural no alívio dos sintomas associados à menstruação”, afirma o site do fabricante do produto.

Por enquanto, o Foria Relief é vendido apenas na Califórnia e Colorado, nos Estados Unidos, e custa U$ 44 (cerca de R$ 140) a caixa com quatro supositórios.

Para compra-lo na Califórnia, é necessário apresentar receita médica. Já no Colorado, onde o uso recreativo também é liberado e há uma indústria de produtos à base da cannabis em expansão, a compra é feita sem necessidade de nenhuma recomendação ou autorização.

No Brasil ainda não há previsão de venda, pois por aqui o uso medicinal de produtos à base de cannabis só é autorizado mediante autorização da Justiça.

No entanto, em novembro de 2016 a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou os critérios para permitir o registro, venda e uso de medicamentos que tenham o composto.

A FDA (agência que regula remédios nos EUA) ainda não avaliou e aprovou os supositórios de cannabis, pois não há pesquisas científicas que comprovem sua segurança e eficácia do produto.

Porém, testemunhos das consumidoras no site da empresa indicam satisfação com o uso do Foria Relief com frases como “Um milagre embrulhado em um pequeno pacote”, “Analgésicos não funcionam para mim, mas isso sim!” e “Medicina poderosa”. Mas há relatos, em menor quantidade, de pessoas que não sentiram os efeitos da medicina.

A empresa afirma ainda que não foram observados efeitos colaterais significativos porque os compostos do supositório agem localmente, diferente do que acontece quando a maconha é inalada ou ingerida. Porém, frisam que pessoas com condição médica pré-existente é recomendado consultar um médico antes de usar o produto.

A indicação da dosagem é variável e, segundo o site da empresa, depende da intensidade da dor.

O uso medicinal da maconha

A Cannabis Sativa tem aproximadamente 400 compostos químicos, sendo 60 canabinoides. Dois deles tem propriedades medicinais que se destacam na produção de remédios: o THC (que também é a principal substância psicoativa e pode causar dependência química) e o CBD (canabidiol), que não tem efeitos entorpecentes, segundo matéria do Vivo Mais Saudável, parceiro do Catraca Livre.

A maconha enquanto remédio, e não a erva, pode ser encontrada em países como Estados Unidos, Canadá, Uruguai e Israel – que já adotaram regulação específica para o uso terapêutico – na forma de cápsulas, sprays, gotas e adesivos, por exemplo.

Cólica Menstrual

A cólica menstrual ocorre em praticamente todas as mulheres, em maior ou menor grau. São raras as mulheres que não sentem nenhum tipo de desconforto durante pelo menos alguns dias da menstruação.

Algumas mulheres têm dores menstruais muito intensas, que chegam a atrapalhar ou até impedir suas atividades do dia-a-dia, precisando usar medicações para obter alívio (às vezes apenas parcial). Para essas, uma boa avaliação ginecológica é indispensável.

A menstruação é um fenômeno fisiológico que envolve um grau de inflamação do músculo uterino, e por isso a dor menstrual (chamada “dismenorréia”) pode acontecer. Em linhas gerais, classifica-se a dismenorréia em primária (não relacionada a nenhuma outra doença ginecológica, ou seja, a cólica “natural”) ou secundária (quando há alguma doença por trás da cólica).

A avaliação de mulheres com queixa de cólicas menstruais intensas deve ser feita de forma detalhada. É necessário um bom detalhamento dos sintomas, um exame ginecológico adequado e, em alguns casos, a realização de exames complementares específicos.

A doença ginecológica mais associada à cólica menstrual intensa é a endometriose (uma das principais especialidades do Dr. Igor). Além de cólicas fortes, a endometriose pode causar também dor abdominal fora do período menstrual, dor nas relações sexuais e infertilidade (saiba mais em Endometriose). Infecções dos órgãos ginecológicos, pólipos, miomas e outras condições ginecológicas podem também ser a causa da cólica menstrual.

Leia também: Cólica menstrual dicas caseiras

Uma situação que vemos com muita frequencia é a da adolescente que sofria de cólicas menstruais intensas, começa a usar alguma pílula sem realizar uma avaliação adequada, e continua usando por vários anos, com melhora dos sintomas. Muitos anos depois, quando resolve engravidar, descobre que tinha endometriose – por vezes com a doença já bem avançada (já que os exames de rotina, como o ultrassom transvaginal simples, não conseguem diagnosticar a doença).

Por isso, é muito importante que o sintoma de cólica menstrual não seja encarado apenas como algo “normal”, sendo sempre recomendável a realização de uma avaliação ginecológica adequada.

TERÇOL – OS 10 MELHORES REMÉDIOS NATURAIS

O terçol é um problema ocular que, comumente, é confundido com o calázio, mas o terçol é uma infecção das glândulas sebáceas nas pálpebras que pode ser muito incômoda, em muitos casos fazendo com que o mero ato de piscar seja insuportável.

Isso acontece pois acomete em geral a base das pálpebras de um dos olhos ou mesmo dos dois.

Listamos aqui os 10 melhores remédios naturais para terçol que aliviarão esta infeção de forma rápida e eficaz.

Índice
Compressa morna para aliviar o terçol
Aliviando o terçol com chá verde
Sementes de coentro
Cúrcuma ou açafrão-da-terra
Xampu natural de bebê
Aloe vera
Óleo de rícino
Folhas de goiabeira
Batatas
Cravos
Recomendações gerais em caso de terçol

1. Compressa morna para aliviar o terçol
Um dos melhores remédios naturais para terçol é a compressa com um pano com água quente. Isso fará com que a circulação sanguínea seja ativada no local afetado, reduzindo os sintomas da dor e inchaço causados pelo terçol.

É muito simples fazer uso deste remédio natural, basta mergulhar um pano de algodão em água quente, torcer bem para remover o excesso de água e aplicar sobre os olhos fechados. Mantenha a compressa por 5 minutos. Faça isso de duas a três vezes por dia.

2. Aliviando o terçol com chá verde

O chá verde possui propriedades anti-inflamatórias, por isso também podemos utilizá-lo para fazer uma compressa sobre o olho com terçol. Basta mergulhar o pacotinho de chá verde em água quente por dois ou 3 minutos. Em seguida tiramos o pacotinho da água e retiramos o excesso espremendo-o bem. Depois, basta aplicar sobre os olhos fechados por 5 minutos. Este procedimento pode ser repetido algumas vezes ao dia até a total eliminação da dor do terçol.

3. Sementes de coentro
A semente de coentro também possui inúmeras qualidades anti-inflamatórias, por isso pode ser utilizada como um remédio natural para aliviar o terçol e também as dores causadas por ele. Neste tratamento, fervemos uma colher de chá de semente de coentro em um copo de água. Após ferver por cerca de 5 minutos, coamos a água e aguardamos que esfrie. Em seguida, basta usarmos esta água para lavarmos o olho afetado com terçol, podendo repetir o procedimento duas ou três vezes ao dia.

4. Cúrcuma ou açafrão-da-terra

A cúrcuma (ou açafrão-da-terra) também possui propriedades anti-inflamatórias e antibacterianas, por isso pode ser um eficaz remédio caseiro e natural no tratamento de terçol. Basta ferver duas colheres de sopa de açafrão em dois copos de água até que a água se reduza pela metade. Em seguida, filtramos a água com pano e a utilizamos para lavar o olho afetado com terçol. Isso também pode ser feito duas ou três vezes ao dia até o sintoma desaparecer completamente.

5. Xampu natural de bebê
Por ser feito especialmente para prevenir irritações, o shampoo de bebê pode ser utilizado para eliminar o terçol do olho. Para tal, adicionamos algumas gotas de shampoo de bebê em um copo de água morna e misturamos bem para diluir as gotas. Em seguida, imergimos um algodão na solução e aplicamos sobre a base dos olhos, na área dos cílios afetados (com os fechados). Tendo as áreas bem limpas, enxaguamos com água morna e em seguida aplicamos uma compressa de água quente por 5 minutos conforme já explicado no item 1. Este procedimento também deve ser feito algumas vezes ao dia, durante alguns dias.

Leia também: CABELOS: 6 ALTERNATIVAS NATURAIS PARA O XAMPU

6. Aloe vera

O Aloe Vera também possui propriedades antibacterianas e anti-inflamatórias, além disso, possui propriedades calmantes. Portanto, este remédio natural é capaz de ajudar de forma eficiente a eliminar a inflamação da área do terçol, assim como o inchaço. Para fazer uso deste remédio natural, você deve cortar uma folha de aloe vera e extrair o gel em um recipiente. Aplique este gel sobre a pálpebra afetada com terçol e deixe por 20 minutos. Em seguida, lave com água morna. Este procedimento pode ser repetido algumas vezes por dia, preferencialmente por cinco dias seguidos.

Leia também: Terçol tratamento

7. Óleo de rícino

Por possuir ácido ricinoleico (que é uma propriedade anti-inflamatória), o óleo de rícino é um excelente remédio natural para diminuir a inflamação da área afetada por terçol. Antes de aplicar o óleo, se possível, lava-se a área com shampoo de bebê conforme explicado anteriormente e água morna para retirar o sabão. Em seguida, utilizando um cotonete, aplica-se o óleo de rícino sobre a pálpebra afetada com a infeção do terçol. Basta repetir este procedimento algumas vezes ao dia.

8. Folhas de goiabeira
As folhas de goiabeira possuem propriedades curativas, portanto podem ser consideradas ótimas aliadas no tratamento de terçol. Além disso, são capazes de ajudar a aliviar a vermelhidão do local infectado, assim como a dor por também possuírem propriedades anti-inflamatórias.

Para fazer uso deste remédio natural contra terçol você deve lavar duas folhas de goiabeira em água quente. Em seguida, utilize um pano que foi imerso em água quente limpa para envolver as folhas (sem excesso de água no pano e nas folhas). As folhas ficarão dentro do pano de 5 a 10 minutos e em seguidas poderão ser aplicadas diretamente sobre a área afetada das pálpebras por 5 minutos. Pode-se repetir este processo duas ou três vezes ao dia com folhas novas.

9. Batatas
Por ser adstringente, a batata pode ser utilizada como um remédio natural no alívio das dores causadas pelo terçol. Ralamos uma batata média ou grande e enrolamos em uma gaze (ou pano similar). Colocamos a gaze sobre a área infectada e deixamos por 10 minutos. Este método pode ser repetido até três vezes ao dia, preferencialmente por 4 dias.

10. Cravos
Cravos são analgésicos naturais, por este motivo são capazes de aliviar a dor causada pelo terçol de forma muito eficiente. Além disso, o cravo é antibacteriano, o que significa que inibirá que a bactéria do terçol se propague.

É muito simples fazer uso deste remédio natural contra o terçol: mergulhe pelo menos 5 cravos em um copo com água por mais ou menos 10 minutos. Em seguida, coe a água e utilize um pano ou uma gaze para aplicar esta mesma água sobre as áreas afetadas pelo terçol. Seguramos o pano com a água de cravo sobre as pálpebras por alguns minutos, podendo repetir o procedimento algumas vezes por dia.

11. Recomendações gerais em caso de terçol
Em geral, o aparecimento do terçol é comumente atribuído à falta de higiene da área afetada, ou seja, das pálpebras. Em geral, ao esfregar os olhos com as mãos sujas daremos brecha e uma vasta oportunidade para o surgimento do terçol. Por isso é certo dizer que a melhor forma de evitar o terçol ou mesmo tratá-lo é através da higiene, tanto das pálpebras, do rosto, quanto das mãos. Caso o problema persista por mais de uma semana é então necessário procurar a orientação de um médico.

Nos tratamentos caseiros recomenda-se que a limpeza dos olhos seja feita do lado externo para o lado interno dos olhos. Ou seja, partindo da parte acima das bochechas para a parte do nariz.

22 dicas para manter a pele saudável e bonita

Confira as recomendações de especialista para prevenir os sinais do envelhecimento da pele
A bucha remove fisicamente a barreira de gordura da pele e pode contribuir para microlesões em pessoas com pele muito seca ou sensível

saiba mais
Cinco erros comuns que comprometem a saúde da pele

Declaração de Direitos da Pele defende cuidado com o órgão vital sem o qual seria impossível sobreviver

A genética influencia o envelhecimento. Algumas pessoas têm uma tendência maior a rugas e linhas de expressão, outras a manchas ou flacidez. Médica do Departamento de Dermatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), a dermatologista Tatiana Gabbi ressalta, porém, que os fatores externos – como alimentação deficiente em vitaminas e minerais, exposição ao sol e à poluição – são determinantes para a aparência da pele. “Com o passar dos anos, a pele vai perdendo luminosidade e elasticidade, e, por não ser mais capaz de reter água de forma eficiente, torna-se seca e sem viço”, explica.

Veja as dicas da especialista para minimizar os impactos do tempo:

Use filtro solar no rosto diariamente

Leia também: bem estar

O sol do dia a dia envelhece a pele do rosto, leva à formação de manchas e contribui para o surgimento do câncer de pele. Por isso, aplique filtro solar todos os dias pela manhã. A quantidade deve ser equivalente a cinco pinguinhos distribuídos uniformemente na testa, bochechas, queixo e nariz. Não há necessidade de reaplicação, desde que você use filtro solar com fator 30 ou superior e passe o dia em ambiente fechado.

Aproveite os produtos com múltiplas funções

Há diversos filtros solares que oferecem também outros benefícios, como antioxidantes, cobertura de base, moléculas antioleosidade, apresentação em pó, em BB ou CC cream. A apresentação em pó é interessante para quem se expõe ao sol ao longo do dia: com ele não há necessidade de reaplicação da maquiagem, pois é possível retocar o filtro com uma esponja.

Cuide da barreira natural da pele

A pele saudável possui uma barreira cutânea natural formada por queratina e pelos óleos e gorduras fabricados nas glândulas sebáceas. Para peles sensíveis, a recomendação é banho morno ou frio e o uso de loções de limpeza, evitando os sabões que fazem espuma.

Não use buchas

O banho muito quente, o uso de sabões e buchas (ou tudo isso junto) podem causar uma desorganização dessa proteção da pele. A bucha remove fisicamente a barreira de gordura da pele e pode contribuir para microlesões em pessoas com pele muito seca ou sensível.

Hidrate a pele do corpo sempre após o banho

O hidratante é um grande aliado para manter a pele macia, luminosa e livre de lesões. Já o banho quente e o sabonete eliminam a gordura natural, fazendo com que a pele perca água. Aplicar o creme hidratante logo após o banho, com a pele ainda úmida, é uma ótima opção.

Evite excesso de doces e massas

A digestão de alguns alimentos pode levar a processos que estão ligados ao envelhecimento da pele. Uma alimentação rica em doces e massas pode contribuir para o endurecimento do colágeno e da elastina, levando à perda da elasticidade e à flacidez da pele.

Aproveite os benefícios das frutas

As frutas possuem equilíbrio entre fibras solúveis e açúcar, o que evita a produção excessiva da insulina, que é desencadeada pelos picos de glicose que estão relacionados à glicação, processo que, junto com a oxidação, promove o envelhecimento da pele.

Combata os radicais livres

A oxidação ou “enferrujamento” da pele ocorre na medida em que o oxigênio que respiramos produz radicais livres. Alimentos ricos em carotenos, vitaminas E e C e zinco – como vegetais verdes escuros, frutas e legumes coloridos – são antioxidantes e ajudam a evitar esse processo.

Antioxidantes de uso oral podem ajudar muito

A partir dos 25 anos, suplementos alimentares ricos em antioxidantes a podem ser bom aliados. Consulte um dermatologista.

Cuide da beleza da pele de dentro para fora

A estratégia “dentro e fora” é cada vez mais adotada com sucesso para tratamentos cosméticos. Os suplementos mais prescritos são os antioxidantes, como as vitaminas C e E e os oligoelementos, como o zinco e o silício.

Não fume

O envelhecimento da pele é acentuado pelo uso do cigarro e fica ainda mais intenso quando o fumante se expõe ao sol. Mesmo em pessoas jovens, o cigarro piora a aparência da pele.

Mantenha-se próximo ao seu peso ideal

Pessoas com sobrepeso ou muito abaixo do peso podem ter o processo de envelhecimento exacerbado. O tecido subcutâneo é formado por gordura e é ela que dá suporte e sustentação à nossa pele.

Evite o consumo excessivo de álcool

Se você está em busca dos benefícios do resveratrol – substância antioxidante presente na casca e na semente da uva -, o suco de uva é melhor opção do que o vinho, já que este possui grande quantidade de álcool, que leva a uma produção maior de radicais livres.

Saiba qual é o seu tipo de pele

Usar o produto errado pode trazer resultados contrários aos desejados. Por exemplo, ao hidratar uma pele oleosa com produtos destinados a peles secas, pode-se agravar o quadro, provocando o surgimento de acne.

Pratique atividade física

A prática de exercícios é fundamental para prolongar a saúde, a firmeza e a boa aparência da pele. A atividade física estimula a circulação sanguínea, favorecendo a chegada de nutrientes como o oxigênio a todas as células do nosso corpo. Porém há evidências de que o excesso de exercícios pode contribuir para o surgimento de radicais livres, por isso é muito importante investir em antioxidantes.

Beba água regularmente

A água é necessária para todas as reações do nosso organismo e também é fundamental na regeneração dos tecidos e manutenção da saúde da nossa pele. A recomendação é oito copos por dia.

Nunca durma com maquiagem

A maquiagem obstrui os poros e aumenta a chance de surgirem cravos e espinhas, além de alergias. É durante a noite, também, que a pele absorve melhor os nutrientes. Portanto é fundamental remover a maquiagem para que a pele, limpa, possa absorver os produtos recomendados pelo seu dermatologista.

Respeite o tempo e a frequência do uso dos produtos

Se a recomendação de aplicação do hidratante é diária, não adianta querer utilizá-los a cada dois ou três dias. Os resultados não serão alcançados como você gostaria.

Conheça os benefícios dos ácidos

Os ácidos podem ajudar a clarear manchas, melhorar a acne, contribuir para o combate ao envelhecimento da pele e até mesmo para o tratamento de estrias. É importante procurar um dermatologista antes de começar a usá-lo. O ácido não pode ser aplicado nos cantinhos da boca, no nariz e nos olhos, pois o pode ter uma penetração maior nos locais em que a pele é fina e delicada e causar irritações e dermatites.

Após sair do banho, aguarde pelo menos 30 minutos para aplicar o ácido na pele, porque, antes disso, a absorção do produto será maior e, consequentemente, a irritação também. Mantenha a pele hidratada, já que um dos principais efeitos colaterais do uso de ácidos é o ressecamento.

Tenha cuidado com máscaras caseiras

As partículas esfoliantes não industrializadas podem machucar a pele, por serem cortantes. Nos produtos específicos, as partículas são arredondadas, para evitar esse tipo de problema. Além disso, as máscaras caseiras feitas a partir de frutas, sementes e grãos podem causar alergias ou irritações e até manchar a pele.

Faça limpeza de pele, quando necessário

A limpeza de pele é um procedimento feito em consultório, por um profissional qualificado e pode ser um elemento-chave no tratamento da acne.

Descanse e controle o estresse

As olheiras podem aparecer quando não dormimos bem ou estamos muito estressados. Também podem surgir com o passar dos anos, resultado do envelhecimento da pele. A dica é dormir melhor e descansar e, caso elas persistam, procurar o dermatologista para iniciar um tratamento mais específico.

Comece a cuidar da pele hoje

Sempre é tempo para começar a cuidar da saúde da pele. De forma geral, até os 20-25 anos a preocupação fundamental deverá ser a hidratação e a proteção solar. A partir dos 25 anos, além disso, pode-se iniciar o combate aos radicais livres e ao envelhecimento com suplementos, ácidos e antioxidantes tópicos e orais.